sábado, 19 de maio de 2012

UMA PRINCESA EM MINHA VIDA



A princesa e o plebeu Tudo o que Sheldon Rivers deseja é ficar sozinho em seu laboratório, mas parece que ninguém entende isso, inclusive seu chefe, que espera que ele seja cicerone da princesa Alexandra. A própria princesa insiste para que ele a acompanhe na visita ao Instituto Marinho, para que lhe explique seu trabalho e... sim, para que ele a beije! Não que esta última parte não o agrade... Alexandra não se importa com o fato de pertencer à família real... Quem tem problemas com a riqueza é ele, não ela. O que o deixa com uma única opção: continuar a beijá-la, cada vez mais, para evitar que um dos dois diga alguma bobagem... O fato é que a princesa Alexandra não é nada do que Sheldon imaginava. Na verdade, aquela mulher encantadora tem problemas que ele nunca imaginou que uma princesa pudesse ter, entre eles, um grave caso de insônia. Sheldon tem uma ideia fantástica para ajudá-la a combater a falta de sono. Claro que seu plano implica em deixá-la muito, mas muito cansada. Exausta, mesmo... E se Alexandra estiver disposta a colaborar, ele, então, nem se fala...

Nenhum comentário:

Postar um comentário